HCP adere à patologia digital com equipamento inovador | oxy.social Inteligência Social para o Desenvolvimento Sustentável

HCP adere à patologia digital com equipamento inovador

Fonte: HCP

Visando o presente e futuro a partir de soluções inovadoras, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) dá mais um passo para o desenvolvimento tecnológico com a implantação da scanner digital de lâminas histopatológicas, um equipamento que veio para trazer mais agilidade às análises patológicas da instituição, a partir da digitalização das lâminas. A instalação da máquina foi realizada na segunda-feira (6), no Departamento de Patologia.

A patologia digital já é uma realidade em muitos lugares e é utilizada para diagnósticos anátomo patológicos em que lâminas são escaneadas e as imagens podem ser visualizadas na tela de um computador, sem a necessidade do uso do microscópio.

O aparelho foi adquirido através de um projeto financiado pelo Conselho Municipal da Pessoa Idosa, intermediado pelo Departamento de Convênios e Projetos do HCP. A partir disso, foi iniciada uma parceria com três empresas especializadas em inovação, inteligência artificial e desenvolvimento sustentável: a Pickcells, a Inove.C e Oxy. Social, que se uniram para criar um Laboratório de Inovação dentro do Hospital de Câncer.

O momento foi de celebração na Patologia. Dr Hélio Fonseca, superintendente geral, e Dr. João Alberto, superintendente técnico, estiveram presentes juntamente com a equipe de Convênios e Projetos e os representantes das empresas parceiras.

De acordo com Dr. Hélio, o objetivo é trazer mais inovação para o HCP, de modo que seja um dos pilares ao lado da assistência e ensino e pesquisa. “Esse projeto marca uma fase do HCP na qual estamos conseguindo agregar inteligência artificial e inovação nos nossos processos. O equipamento traz muitas vantagens para a patologia e, com certeza, é um grande avanço”, comemorou.

patologia2.jpg

Rodrigo Paiva, diretor de tecnologia da startup Pickcells, explicou que, ao ter o primeiro contato com o HCP, viu-se a necessidade de digitalizar o grande inventário de lâminas histopatológicas.

“A gente tem uma solução de baixo custo de patologia digital que é capaz de digitalizar esse inventário, bem como acelerar o processo de diagnóstico dentro do HCP. Ou seja, a maior vantagem é a capacidade de automação de um processo que hoje no HCP é feito de forma manual”, completou.

Além da digitalização, com a scanner será possível o compartilhamento de casos entre os médicos patologistas. Para a Dra. Maria Alice Trindade, patologista, essa novidade será importante para o setor e para o hospital. “Os processos mudam constantemente e há a necessidade de acompanhar essas mudanças. É algo totalmente novo aqui na patologia e que trará mais agilidade ao nosso trabalho”.

LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO DO HCP

A instalação da scanner de patologia digital foi uma das etapas de um projeto que abrange muito mais inovação tecnologias. A ideia é projetar um espaço presencial e digital no HCP, que seja colaborativo para estimular a criação, a reflexão, pesquisa, a realização de cursos de capacitação e formação, além do desenvolvimento de soluções de interesse de uma gestão moderna e ágil.

editada.jpg

Compartilhe!
pt Portuguese